Sábado, 16 de Fevereiro de 2019

O Repórter

Anderson Silva faz grande luta, mas perde para Adesanya no UFC 234

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 10 de fevereiro de 2019 às 07:00
Divulgação/UFC
Adesanya venceu a luta contra Anderson Silva

MELBOURNE, AUS (OREPORTER.COM) - Um confronto de gerações encerrou o UFC 234, realizado na madrugada deste domingo (10). De volta após dois anos de ausência, o ex-campeão dos médios Anderson Silva encarou o nigeriano Israel Adesanya, invicto em sua carreira no MMA. Os dois protagonizaram uma épica batalha no octógono, mas a vitória ficou com o promissor lutador africano.

Adesanya começou a luta tomando a iniciativa com chutes baixos. Anderson respondia bem, dando o equilíbrio ao duelo. O brasileiro ainda se esquivou de um chute do africano, levantando o público presente. 

No segundo round, Adesanya conseguiu uma sequência de três golpes para cima do brasileiro. Anderson Silva respondeu e manteve o equilíbrio do duelo, além de tentar baixar a resistência do adversário com chutes baixos. Por fim, o Spider botou o nigeriano nas grades, buscando golpear a cabeça do oponente.

O brasileiro começou o terceiro round chamando o oponente para a briga. Nessa altura da luta, o brasileiro já estava com o olho inchado devido à intensa luta contra o nigeriano. Ainda assim, Silva chegou a acertar alguns golpes diante do nigeriano e ficou perto de acertar uma joelhada. Os dois continuaram a trocar golpes até o fim, e quem se deu bem foi Israel Adesanya, vencedor por decisão unânime do júri  (29-28, 30-27 e 30-27).

Fã confesso de Anderson Silva, Israel Adesanya celebrou a vitória contra o brasileiro: "É como se, se eu jogasse basquete, se eu jogasse contra Michael Jordan. Anderson, obrigado, meu amigo", declarou.

Anderson Silva, por sua vez, disse que vai prosseguir com sua carreira no MMA e pediu a chance de lutar em maio, no evento que será realizado em Curitiba. 

"Vou continuar lutando, porque essa é a minha paixão e a minha vida. Obrigado a todos que vieram aqui. Eu quero lutar em Curitiba, que é a minha cidade", afirmou.

O UFC 232 teria o duelo entre Robert Wittaker e Kelvin Gastellum, pelo título dos médios. Porém, Wittaker sentiu-se mal e foi diagnosticado com uma hérnia no abdômen. Por causa disso, o duelo entre Silva e Adesanya foi promovido como o duelo principal. A organização ainda elevou o combate entre Marcos "Dhalsim" Mariano e Lando Vannata como co-main event da noite. O brasileiro fez a sua estreia no UFC com derrota, após ser finalizado com uma kimura aos 4min55 de primeiro round.

Já Rany Yahya perdeu para Ricky Simon após três rounds, interrompendo uma sequência de três triunfos. O resultado veio após três rounds, por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-25).

No card preliminar, o brasileiro Raulian Paiva foi derrotado por Kai Kara-France por decisão dividida do júri  (28-29, 29-28, 29-28).

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: