Sábado, 26 de Maio de 2018

O Repórter

Blocos arrastaram no Rio 755 mil foliões neste domingo, segundo prefeitura

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 12 de fevereiro de 2018 às 16:05

RIO (Agência Brasil) - Boletim divulgado hoje (12) pela Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (Riotur) informa que os maiores blocos que saíram ontem (11) pela cidade arrastaram cerca de 755 mil foliões, sendo os maiores o Bangalafumenga (400 mil pessoas), no Aterro do Flamengo; Simpatia é Quase Amor (220 mil pessoas), na orla de Ipanema; Areia (80 mil pessoas), no Leblon; e o Cordão do Boitatá (55 mil pessoas), no centro do Rio.

 

No sábado (10), abrindo o carnaval, o Cordão da Bola Preta comemorou seu centenário seguido por 340 mil pessoas na Avenida Presidente Antonio Carlos, no centro, enquanto o bloco Favorita teve 690 mil seguidores na orla de Copacabana, zona sul, segundo a Riotur, registrando o maior público de foliões entre os blocos.

O Bangalafumenga, que desfilou ontem (11), é uma fusão do funk com o samba e foi fundado pelo poeta Chacal e os músicos Rodrigo Maranhão e Celso Alvim como resultado de um encontro no Planetário da Gávea entre artistas que se dedicavam à poesia, samba e improvisos.

Um dos blocos mais tradicionais do Rio, que desfila desde 1985 pelas ruas de Ipanema, o Simpatia É Quase Amor arrastou uma multidão também no domingo (11). A agremiação, que se notabilizou pelo bom humor e pelas críticas políticas, saiu com a música Samba da Adivinhação, ironizando o atual prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

Já o Cordão Boitatá foi fundado em 1996. Em 2000, o bloco que hoje é formado por mais de 100 músicos profissionais e amadores adotou como palco principal a Praça XV, com o objetivo de levantar a discussão sobre o processo de ocupação e revitalização do centro do Rio de Janeiro.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: