Quarta, 14 de Novembro de 2018

O Repórter

Fluminense perde para o Atlético-PR e se complica na Sul-Americana

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Rafael Max - 08 de novembro de 2018 às 00:30

#Futebol | O #Fluminense perdeu para o Atlético-PR e está em situação complicada na semifinal da Sul-Americana - https://bit.ly/2F7VrBy Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Publicado por O REPÓRTER.COM em Quarta-feira, 7 de novembro de 2018

RIO (OREPORTER.COM) - O Fluminense começou mal na disputa da fase semifinal da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira (7), o Tricolor das Laranjeiras perdeu para o Atlético-PR, na Arena da Baixada, e levará a desvantagem para o jogo de volta, que será realizado no Maracanã.

Em campo, a equipe tricolor viu o Furacão pressionar. Aos três minutos, Nikão cruzou para Pablo cabecear, terminando na defesa de Júlio César. A resposta do Fluminense só veio aos 11, em jogada que teve cabeçada de Gum com rebote, mas Luciano testou para o goleiro Santos impedir o gol.

A ofensiva do Atlético-PR era muito mais intensa e acabou resultando em gol aos 18 minutos. Após rebote, Renan Lodi tentou duas vezes para vencer o goleiro Júlio César e abrir o placar na Baixada.

O Furacão poderia ter saído do primeiro tempo com vantagem maior, se não fosse a atuação do goleiro Júlio César. O guarda-redes tricolor defendeu, aos 23, a tentativa de Marcelo Cirino. aos 32, o atacante cabeceou e acabou parando no arqueiro do Fluminense.

A equope visitante só foi aparecer aos 39, com Everaldo arriscando para a defesa de Santos. Em seguida, o Atlético-PR puxou um contra-ataque, que terminou no chute de Lucho em cima de Júlio César.

Na segunda etapa, o Fluminense tentou sair do prejuízo da desvantagem. Aos 12, Sornoza chutou forte para a defesa de Santos. Já aos 21, Ibañez arriscou para perto da meta adversária.

Depois, o Atlético-PR partiu com tudo para cima do Fluminense. Isso acabou resultado em gol aos  32, em um cruzamento que foi certeiro para a cabeçada de Roni, surpreendendo a defesa e o goleiro Júlio César. Depois, o Furacão passou a controlar a vantagem, enquanto o Fluminense se atrapalhava para buscar ao menos um gol fora de casa. Assim, o caminho ficou fácil para o time paranaense faturar a vitória na Baixada.

Os dois times voltam a jogar no dia 28, no Rio de Janeiro. Com o resultado, o Atlético-PR pode até perder por um gol de diferença que estará na grande final. Já o Fluminense terá que vencer por três gols para poder estar presente na decisão.

FICHA TÉCNICA
CLUBE ATLÉTICO PARANAENSE-BRA 2 X 0 FLUMINENSE-BRA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Christian Lescano (Equador) e Byron Romero (Equador)
Árbitro de vídeo: Mauro Vigliano (Argentina)
Árbitros de vídeo assistentes: Patricio Loustau (Argentina) e Hernan Maidana (Argentina)

Cartões amarelos: Marcelo Cirino, Lucho, Renan Lodi (CAP); Ayrton Lucas, Everaldo (FLU)

Gols: Renan Lodi e Rony (CAP)

ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira, Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho Gonzalez (Wellington), Raphael Veiga; Marcelo Cirino (Rony), Nikão e Pablo (Bergson). Técnico: Tiago Nunes

FLUMINENSE: Júlio César, Gum, Digão e Ibañez; Igor Julião, Jadson, Richard, Júnior Sornoza (Júnior Dutra) e Ayrton Lucas (Leo); Everaldo (Marcos Júnior) e Luciano. Técnico: Marcelo Oliveira

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: