Terça, 23 de Setembro de 2014
Carregando...

O Repórter

Sandra Baptista

Sandra Baptista é psicóloga clínica, sexóloga, educadora, consultora de projetos sociais e educacionais e debatedora da Rádio Tupi do Rio de Janeiro.
Sandra Baptista

Como entender o que ela está falando (A linguagem cifrada da mulher)

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Sandra Baptista - 19 de maio de 2012 às 08:54

Gostaria de lembrar que a repressão sexual em nossa estrutura sócio-histórica foi marcante, sendo ainda mais em relação ao universo feminino, pois para as mulheres, durante séculos, suas vivências sexuais estiveram intimamente vinculadas apenas à reprodução. Assim, a realização da mulher deveria estar relacionada apenas à família e à maternidade, representando as suas possibilidades de satisfação plena. Dessa forma, se levarmos em conta a força que a estrutura sócio-histórica possui ainda hoje sobre a mente humana, torna-se possível entendermos o porquê de ser tão difícil alterar códigos de valores, crenças e atitudes profundamente arraigadas, sobretudo em relação à sexualidade e o “imaginário feminino” e atravessar sem dificuldades a fronteira entre o prazer e o pecado; o permitido e o não permitido, o dito e o interdito etc.

E é em decorrência de toda essa influência sócio-histórica, que torna extremamente difícil para a mulher expressar claramente o que deseja; o que não deseja; o que gosta; o que não gosta, principalmente, em relação à sexualidade, fazendo com que, em alguns momentos, tenha que “lançar-mão” de uma linguagem cifrada para “expressar” as suas “vontades”. Embora esse recurso seja uma forma de expressão, pode ocorrer de, muitas vezes, não ser adequadamente compreendido pelo parceiro, contribuindo para “desajustar” ainda mais a relação. No entanto, vale lembrar também, que “mal ou bem” esse recurso utilizado pela mulher, apesar de ineficiente, já é um avanço (um pequeno avanço), pois é bem verdade, que a maioria delas nem isso conseguem fazer, tal a sua dificuldade de lidar com o assunto SEXO.

É importante que o homem, para o bem da relação, tente compreender que por detrás da atitude de sua parceira, há todo um legado histórico que não pode ser negado, pois séculos de rédeas curtas sobre os nossos corpos, têm efeito mesmo sobre a mais liberal das mentes. Portanto, a atitude que a sua parceira tem em relação ao como expressar as questões relativas à sexualidade, é a mesma que teve (ou tem) a sua mãe, a sua avó, a sua amiga, a sua vizinha, a balconista da farmácia, a professora, a vereadora, você, eu etc, etc, etc.

1) Há muitos, ouvimos dizer que quando a mulher diz NÃO, na realidade ela está querendo dizer SIM. É claro, que isso não pode ser visto de uma maneira generalizada, mas que em muitos casos é verdade, ah! é!

E o porquê disso acontecer? Destaco aqui duas possibilidades:

1º- Vale lembrar que as mulheres não são criadas para exercer a sua sexualidade de uma maneira espontânea e que, portanto ela não pode ser fácil, senão o que o homem irá pensar dela; mulher fácil é mulher vulgar; o homem gosta de mulher difícil ... Qual mulher nunca ouviu essas frases?

Daí, a necessidade de muitas vezes, ter que cumprir esse papel social “destinado” a ela e com isso, acabar agindo exatamente como a sociedade espera. Se você, já percebeu tal atitude em sua parceira, saiba que não adianta pressioná-la, pois assim você estará fazendo o papel de Lobo Mau, querendo devorar a Chapeuzinho Vermelho. O ideal é tentar demonstrar, quer por palavras ou gestos, que você não deseja usá-la e sim compartilhar momentos prazerosos.

2º - Um outro significado para o Não (que no fundo até é um Sim) é quando a mulher, de alguma forma, está insatisfeita com o jeito do parceiro de procurá-la para ter relações sexuais (geralmente direto e sem romantismo). Sem coragem de sinalizar que a maneira como ele a procura não a agrada, esta mulher acaba sendo enfática no não - e isto, muitas vezes, leva o homem a interpretar que sua parceira não gosta mais dele e que por isso não tem mais desejo sexual ou até mesmo que arrumou outro homem.

Se isso está acontecendo com você, que tal antes de chegar a tão “trágica” conclusão, refletir sobre como está sendo feita a sua “abordagem” e caso descubra que de sedutor você não tem nada, tente mudar e conquistar sexualmente a sua parceira de uma forma diferente. Não se esqueça que a sedução nunca pode deixar de existir em um relacionamento e que nenhuma mulher resisti a um homem carinhoso, romântico e sedutor.

2) Não tem algo que irrite mais um homem do que toda vez que este chama sua namorada para sair e pergunta onde prefere ir, a resposta é: qualquer lugar; você que sabe; escolhe você... Ou seja, nunca se posiciona. No entanto, quando ele sugere um programa cândido como tomar chá das cinco na casa da avó, ela torce o nariz, faz bico, “emburra” a cara e mesmo assim continua a não dizer exatamente o que desejava.

É! Muitas vezes, a vontade dela era de propor um programa não tão cândido - a dois e com muita intimidade!!! Mas não consegue... De qualquer forma, não desanime, saiba que isso é apenas uma questão de tempo e que no momento em que ela passar a se sentir mais a vontade com você, irá com certeza sugerir um motel (e sempre) e sem o menor constrangimento. Enquanto isso não acontece, a sugestão terá que partir de você.

3) Comum alguns homens acreditarem que as mulheres têm menos necessidade sexual do que o homem e que por conta disso, acabam sendo pobres em fantasias, conservadoras e tímidas na cama e frias durante a relação. Menos desejo sexual? Ah! Isso é uma grande piada!

Saiba que a grande dificuldade da mulher é de demonstrar o seu desejo e não de sentí-lo. Até porque, ela no fundo teme que sugerindo “coisas” novas poderá ser mal interpretada pelo parceiro. O grande receio é do que o homem irá pensar, caso ela proponha algo diferente, ou mesmo deste vir a questioná-la com quem aprendeu “aquilo” e na pior das hipóteses até acusá-la de estar sendo depravada ou de ter arrumado um amante. Cá entre nós, nada mais desagradável do que ser acusada de uma inverdade como essa!

Se você quer uma mulher mais “picante”, atrevida... terá que fazer por onde, ou seja, fazer por merecer! Que tal abrir sempre um espaço para um bate papo sobre sexo; propor algumas fantasias suas; alugar alguns dvds eróticos; questionar (com jeito e aos poucos) sobre as fantasias sexuais dela, enfim, criar um clima de maior intimidade. Você irá descobrir que sempre teve em casa um vulcão, que precisava de apenas um “empurrãozinho” para entrar em erupção.

4) Se a sua parceira é do tipo que vive reclamando da sua atuação sexual e que por conta disso acaba fazendo com que você se sinta uma “droga”; desanimado para o sexo ou até mesmo passe a pensar que ela não gosta mais de você - saiba que pode estar redondamente enganado. Pense bem! Se ela está reclamando, pode ser que não seja apenas para importuná-lo ou porque deixou de se interessar por você, pelo contrário, às vezes ainda se interessa tanto que acaba exagerando nas lamúrias, com a boa intenção de melhorar a qualidade/freqüência da relação sexual. Se isso tem acontecido, “jogue limpo” com a sua parceira. Pergunte o que está acontecendo; peça sugestões; questione como gostaria que fosse; o que realmente deseja etc... Nada melhor para “aparar as arestas” de uma relação sexual conturbada do que um diálogo sincero, objetivo, claro, tranquilo, franco...

5) “Agora não, estou com uma dor de cabeça...” Frase antiga, não é mesmo? Mas até hoje tão comum.

Por favor, não vá por aí interpretando que a sua parceira é fria para o sexo, ou até generalizando que mulher gosta menos de sexo (ou tem menos necessidade) do que o homem e que por isso vive dando desculpas “esfarrapadas” para a sua falta de gosto por uma coisa tão gostosa. Isto não é verdade!

O que pode estar ocorrendo é dela está insatisfeita com a qualidade da relação sexual e não ter coragem para falar. Lembre-se que a mulher na nossa sociedade não é criada para pensar em sexo e muito menos para falar sobre ele - daí a dificuldade de se posicionar claramente sobre o assunto. Aí, então, surge o pensamento: se não vai ser bom, prefiro não fazer ou não quero desse jeito... E é nessas condições que surge a “dor de cabeça”.

Mas, já que falamos de frase antiga, por que não lembrarmos da tão tradicional: Não existe mulheres frias, existem mulheres mal esquentadas. Não é que essa frase, muitas vezes, é uma verdade! Pois bem, reflita um pouquinho... Tente também assumir a sua parcela de responsabilidade nessa história e quem sabe a dor de cabeça da sua parceira não passará a fazer parte do passado.

6) Em se tratando de linguagem não verbal, vale a pena que o homem passe a prestar mais atenção na sua parceira. Muitas vezes, também nessa forma de expressão, a mulher não é direta no que deseja, mas, no entanto, se o homem estiver mais atento a ela, com certeza irá descobrir quais são as verdadeiras intenções da sua parceira. E isso poderá ser altamente agradável!

Aí vai um exemplo: - Se a mulher, depois de finalizado o ato sexual, continue a tocá-lo, acariciá-lo, roçá-lo, beijá-lo... isso pode significar que ela ainda não esteja totalmente satisfeita e queira estender um pouco mais esse momento de intimidade. Isso pode significar um “por que parou, parou por que?”

PRESTE MAIS ATENÇÃO:

a) Quando a mulher começa a cobrar do marido que ele está dando pouca atenção aos filhos ou que não está ligando para as coisas da casa, no fundo, a mensagem que está implícita nesse discurso, é de que é ela que está querendo mais atenção – preste mais atenção na carência.

b) Quando o homem pergunta a sua parceira o que ela quer ganhar de presente no seu aniversário, Natal etc. e ela diz que não quer nada, que não precisa comprar nada. Não se atreva a fazer o que ela sugeriu, senão... vem confusão!

c) Quando a mulher está insatisfeita com o relacionamento do casal e começa a mandar ele embora, no fundo não é o que ela quer - a intenção é de consertar o que há de errado e não de se livrar do marido – quando ela quer que ele vá embora de verdade ela “o coloca para fora” não fica mandando recado.


  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Comentários (1)
  • Antonio F. S. (Contagem?MG)

    Excelente! Tem tudo a ver! Pura verdade!

    07/09/2012 09:00 :: 2 usuários concordam Carregando...
Deixe seu comentário
Mensagem:
Selo 220x90