O Repórter

Cidade do Rio tem mais negros do que brancos

Do total de 3,4 milhões de negros cariocas, 71,3% são pardos e 28,7% pretos

Por Agência Brasil
20 de janeiro de 2024 às 14:01
Atualizada em 20 de janeiro de 2024 às 14:06
Compartilhe a notícia:
acervo IBGE
Censo 2022 mostra que, no Brasil, 45,3% das pessoas eram pardas; 43,5%, brancas; 10,2%, pretas, 0,8% declaravam-se indígenas e 0,4% eram amarelas.
Censo 2022 mostra que, no Brasil, 45,3% das pessoas eram pardas; 43,5%, brancas; 10,2%, pretas, 0,8% declaravam-se indígenas e 0,4% eram amarelas.

RIO - Mais da metade da população do Rio (54,3%) é negra (pretos e pardos). Os dados do Censo de 2022, divulgados recentemente pelo IBGE, foram compilados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico (SMDUE). A população branca na cidade é de 45,4%. Isso significa que no Rio há 3,4 milhões de pessoas negras e 2,8 milhões de pessoas brancas.

Na comparação com o último Censo, de 2010, a população branca era majoritária no Rio, com 51,0%, contra 48,0% da população negra. Nesse sentido, houve uma redução de 5,8 pontos percentuais (p.p.) da população branca no período, o que corresponde a uma diminuição de 413,2 mil pessoas; e um aumento de 6,3 p.p. da população negra, o que equivale a um acréscimo de 341,0 mil pessoas.

Do total de 3,4 milhões de negros cariocas, 71,3% são pardos (2,4 milhões) e 28,7% pretos (1 milhão). Na comparação entre os Censos de 2022 e 2010, houve um aumento de 244,2 mil pessoas pretas e 96,8 mil de pessoas pardas.

Percentual de negros no Brasil é ligeiramente maior que na cidade do Rio

Na comparação com o Brasil, a população negra (pretos e pardos) do Rio é levemente menor. São 55,5% em todo o território nacional. Mas separando pretos e pardos, a população preta carioca é maior do que a brasileira (15,6% e 10,2%, respectivamente). Se considerados somente os pardos, há mais no Brasil (45,3%) do que no Rio (38,7%). Já a população branca do Rio é 2,0 pontos percentuais maior do que a brasileira (45,4% e 43,5%, respectivamente).

Rio registra 1,5 milhões de pessoas negras ocupadas

No 3º trimestre de 2023, o Rio tinha 3,3 milhões de pessoas ocupadas, segundo dados da Pnad Contínua do IBGE. Desse total, 46,4% (1,5 milhão) eram pessoas negras. Considerando apenas os empregados formais (trabalhadores com carteira assinada, estatutários e militares), o número de negros era de 849,3 mil, o que correspondia a 46,5% do total de empregados formais. Entre os empregados informais (sem carteira e não remunerado) a população negra era de 254,5 mil, 51,6% do total de empregados informais. Entre empregados e trabalhadores por conta própria, havia 442,1 mil pessoas, o equivalente a 43,5% do total.

Últimas de Rio