O Repórter

Mangueira levanta a Sapucaí com homenagem a Alcione

Escola foi a antepenúltima a desfilar pelo Grupo Especial

Por Rafael Max
13 de fevereiro de 2024 às 04:02
Atualizada em 13 de fevereiro de 2024 às 13:28
Compartilhe a notícia:
Sad Coxa/Rio Carnaval
Alcione foi a homenageada da Mangueira
Alcione foi a homenageada da Mangueira

RIO - Antepenúltima escola a desfilar no Grupo Especial, a Estação Primeira de Mangueira apresentou o enredo  A Negra Voz do Amanhã, desenvolvido por Annik Salmon e Guilherme Estevão. Trata-se de uma homenagem à cantora Alcione, que completa 50 anos de carreira. A verde e rosa passeou pelas origens de Alcione, desde sua vida no Maranhão até a chegada ao Rio de Janeiro. 

A Mangueira levantou o público logo no começo com a comissão de frente, que representou as diversas fases da carreira da cantora, nesta parte representada por atrizes de diferentes idades. Em seguida, a Mangueira passeou pela cultura do Maranhão, com suas festas tradicionais. Assim, Alcione chegou ao Rio de Janeiro, onde iniciou sua caminhada na música. A escola lembrou de sua passagem em programas de calouros na televisão, chegando aos seus primeiros discos. 

A verde e rosa preparou alas que relembraram seus sucessos e destacou a importância de Alcione na diversidade cultural brasileira. A escola também lembrou da paixão da cantora pela Mangueira, enchendo a avenida com as cores verde e rosa. A artista esteve presente no último carro, apelidado de "Meu Palácio tem Rainha".

O desfile trouxe a presença de vários artistas, como Maria Bethânia, Miguel Falabella, Regina Casé, Taís Araújo, Lázaro Ramos, entre outros. Já a comunidade não fez feio na avenida, mantendo o canto forte do início ao fim. Contudo, uma escultura de Alcione presente no carro 3 entrou com a cabeça danificada, com um membro do apoio segurando a peça.


Detalhe da comissão de frente da Mangueira (Foto: Dhavid Normando/Riotur)

Apresentando uma homenagem à altura de Alcione, a Mangueira busca faturar mais um campeonato com um enredo biográfico, após já ter vencido desfiles contando histórias de nomes como Braguinha, Carlos Drummond de Andrade, Chico Buarque e Maria Bethânia.

Últimas de Carnaval Brasil