O Repórter

Mundo está em melhor posição para encerrar pandemia, diz OMS

Tedros Adhanom pediu que os países 'aproveitem oportunidade'

Por Agência Ansa
14 de setembro de 2022 às 12:04
Atualizada em 14 de setembro de 2022 às 12:06
Compartilhe a notícia:
EPA
Mulheres fazem fila em posto de vacinação contra Covid em Mumbai, na Índia.
Mulheres fazem fila em posto de vacinação contra Covid em Mumbai, na Índia.

GENEBRA - O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou nesta quarta-feira (14) que o mundo nunca esteve em uma posição melhor para encerrar a pandemia de Covid-19.

Em coletiva de imprensa em Genebra, o etíope apontou que o número global de casos do novo coronavírus caiu para o menor nível desde março de 2020, mês em que a OMS reconheceu a existência de uma pandemia.

"Nunca estivemos em uma posição melhor para encerrar a pandemia. Ainda não estamos lá, mas o fim está no horizonte", declarou Adhanom, fazendo a ressalva de que o mundo precisa "aproveitar essa oportunidade".

"Uma maratonista não para de correr quando enxerga a linha de chegada, ela corre ainda mais, com toda a energia que sobrou. Nós devemos fazer o mesmo", acrescentou.

Segundo o diretor da OMS, não aproveitar essa oportunidade pode aumentar o risco do surgimento de novas variantes, com "mais mortes e mais incertezas".

A entidade recomenda que os países se esforcem para vacinar 100% dos grupos de risco, como trabalhadores da saúde e idosos, e mantenham programas de testagem em massa e de sequenciamento das variantes do Sars-CoV-2, vírus causador da Covid-19.

Desde o início da pandemia, a doença já infectou mais de 600 milhões de pessoas e deixou cerca de 6,5 milhões de mortos, sem contar a subnotificação.

Últimas de Mundo