O Repórter

PM chega a acampamento bolsonarista em Brasília

Medida cumpre determinação do Supremo Tribunal Federal

Por Agência Ansa
09 de janeiro de 2023 às 08:48
Atualizada em 09 de janeiro de 2023 às 08:51
Compartilhe a notícia:
EPA
Acampamento bolsonarista diante do quartel-general do Exército em Brasília.
Acampamento bolsonarista diante do quartel-general do Exército em Brasília.

SÃO PAULO - A Polícia Militar do Distrito Federal iniciou na manhã desta segunda-feira (9) a desmobilização do acampamento de radicais bolsonaristas diante do quartel-general do Exército em Brasília.

Membros do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) consideram essa concentração como "incubadora" dos atos de violência vistos na capital federal desde o ano passado.

A desocupação do acampamento cumpre determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que afirmou em sua decisão que "nada justifica" a existência de concentrações cheias de "terroristas", em "total subversão ao necessário respeito à Constituição Federal".

George Washington de Oliveira, acusado de planejar um atentado terrorista em Brasília na véspera de Natal, frequentava o acampamento em frente ao QG do Exército, assim como muitos dos vândalos que promoveram quebra-quebra no Congresso Nacional, no STF e no Palácio do Planalto no último domingo (8).

O acampamento foi montado para protestar contra a vitória de Lula nas eleições de 2022 e pedir um golpe militar para subverter o resultado das urnas.

Últimas de Brasil