O Repórter

Procon Carioca divulga levantamento de preços de produtos de Páscoa

Pesquisa abrange 31 produtos comercializados em cinco e-commerces

Por OREPORTER.COM
22 de março de 2024 às 14:16
Atualizada em 22 de março de 2024 às 14:20
Compartilhe a notícia:
divulgação
O Procon Carioca fez uma pesquisa de preço de produtos da Páscoa.
O Procon Carioca fez uma pesquisa de preço de produtos da Páscoa.

RIO - O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Carioca), órgão vinculado à Secretaria Especial de Cidadania, fez uma pesquisa comparativa de preço de produtos de Páscoa para oferecer uma referência ao consumidor dos itens mais comercializados neste período.

O levantamento abrange 31 produtos comercializados em cinco e-commerces com grande presença na cidade do Rio de Janeiro e foi realizado entre 13 e 15 de março.

Os sites consultados foram Magalu, Americanas, Casa & Video, Mercado Livre e Amazon. E os produtos selecionados foram ovos de páscoa, caixas de bombom e barras de chocolate, de variados tamanhos e marcas.

A pesquisa encontrou diferenças significativas entre os preços dos produtos. A maior delas foi em relação ao preço do ovo Nestlé Kit Kat 332g, que custava R$ 64,99 nas Americanas e chegou a R$ 134,99, na Magalu, variação de 107,91%.

A caixa de bombom Lacta Ouro Branco e Sonho de Valsa 220g custava R$ 13, 95 no Mercado Livre e R$ 28,75 na Magalu, variação de 105,81%. Já o ovo Sonho de Valsa Lacta custava R$ 64.99 na Americanas e R$ 125,99 no Magalu, a terceira maior variação, chegando a 93,86%. Essa mesma diferença percentual foi constatada no ovo Bis Lacta 318g, que também custava R$ 64,99 na Americanas e R$ 125,99 no Magalu.

O ovo Tripla Camada Oreo 320g custava R$ 78,39 na Magalu e R$ 145,49 na Amazon, variação de 86,24%. A barra de chocolate branco Laka 80g variou de R$ 5,99 nas Americanas a R$ 10,99 na Amazon, variação de 83,47%.

O ovo Lacta Ouro Branco 359g, que custava R$ 68,99 na Americanas e R$ 125,99 na Magalu, diferença de 82,62%.

O diretor-executivo do Procon Carioca, Igor Costa, explica que os agentes identificaram variações significativas nos produtos e isso acende sinais de alerta para a hora da compra.

"É fundamental o consumidor realizar pesquisa prévia para encontrar o melhor preço e as melhores condições de compra. Além disso, antes de realizar a compra online, é indispensável verificar a confiabilidade do site e checar avaliações sobre o produto e o atendimento na plataforma", ressaltou Igor Costa.

Outros pontos importantes que devem ser observados são a modalidade de pagamento – pois um mesmo produto pode apresentar maior valor para pagamento parcelado -, política de troca, o valor do frete e o prazo de entrega.

Já para as compras realizadas nas lojas físicas, o Procon Carioca orienta que o consumidor deve verificar se o valor e condições dos produtos na loja estão condizentes com as propagandas apresentadas pela empresa na televisão ou mídias sociais.

Para compras presenciais ou online, o órgão ressalta a importância de verificar a qualidade dos produtos, principalmente a data de validade, a procedência e o estado de conservação da embalagem.

Últimas de Rio