O Repórter

Seis escolas abrem o Grupo Especial na Marquês de Sapucaí

Veja a ordem dos desfiles da elite do carnaval do Rio de Janeiro

Por Rafael Max
11 de fevereiro de 2024 às 06:00
Atualizada em 11 de fevereiro de 2024 às 03:04
Compartilhe a notícia:
Rafael Catarcione/Riotur
O Sambódromo vai receber a festa do Grupo Especial
O Sambódromo vai receber a festa do Grupo Especial

RIO - Seis escolas dão início aos desfiles do Grupo Especial no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, neste domingo (11). Campeã da Série Ouro do ano passado, a Porto da Pedra abre a programação, seguida por Beija-Flor, Salgueiro, Grande Rio, Unidos da Tijuca e Imperatriz. Os desfiles começam às 22 horas (de Brasília).

Cada escola terá o mínimo de 60 minutos e o máximo de 70 minutos para desfilar. As agremiações podem enviar de 2.500 a 3.500 componentes incluindo, no mínimo, 200 ritmistas e 60 baianas. As escolas poderão apresentar de quatro a seis alegorias, cada.

Na segunda-feira, mais seis escolas vão desfilar na Marquês de Sapucaí: Mocidade, Portela, Vila Isabel, Mangueira, Tuiuti e Viradouro.

Veja o que cada escola vai apresentar na primeira noite:

Porto da Pedra - Campeã da Série Ouro, o Tigre de São Gonçalo vai apresentar o enredo Lunário Perpétuo: A Profética do Saber Popular, sobre um almanaque medieval do século XIV. Escrito na Espanha, veio ao Brasil cerca de duzentos anos depois.

Beija-Flor - A azul e branco de Nilópolis vai apresentar o enredo Um delírio de carnaval na Maceió de Rás Gonguila. A agremiação vai homenagear a cidade de Maceió tendo como ponto de partida Rás Gonguila, filho de escravizados que acredita descender de uma realeza etíope.

Salgueiro - O enredo Hutukara fará um tributo ao povo yanomami, etnia indígena que vive na Amazônia.

Grande Rio -  Nosso Destino é ser Onça vai falar sobre a onça e suas representações no cenário artístico brasileiro.

Unidos da Tijuca - O enredo O Conto de Fados vai falar sobre Portugal, mostrando a música, as lendas e os contos do país europeu.

Imperatriz Leopoldinense - Atual campeã do carnaval, a verde e branco de Ramos vai apresentar o enredo Com a sorte virada pra lua segundo o testamento da cigana Esmeralda, sobre um livro escrito há mais de cem anos.

Últimas de Carnaval Brasil